BandasSuíte Lilás

“Suíte Lilás” foi o nome que escolhi para a obra composta que será interpretada por um solista e ensemble de sopros. Este título foi escolhido com base num dos cognomes da ilha. Todas as ínsulas dos Açores têm a sua cor que a identifica, na Terceira o lilás das hortências é predominante e que a torna conhecida como “Ilha Lilás”. Buscamos assim a ligação das duas áreas com as quais me identifico: o trompete – instrumento companheiro com que privei ao longo deste ciclo de formação, e a composição – paixão mais recente, que pretendo adquirir conhecimentos sob o ponto de vista académico.

Todo o compositor tem de ter algum método de inspiração que torne a sua composição coerente, assim sendo, usaremos a forma barroca de Suíte para compor. Não é de mais referir que esta obra vai demonstrar uma vertente nacionalista, em que será valorizada a cultura do povo terceirense.

Cada andamento terá inspiração na beleza natural e histórica da Ilha Terceira. Do mesmo modo iremos incutir as melodias tradicionais. Desta forma, o primeiro andamento tem como alvo de inspiração “Rossio de Sant’Ana”, local onde os primórdios povoadores se estabeleceram, no centro da ilha, situando-se num dos locais mais belos e atrativos da ínsula. Neste andamento primo, os temas que serviram de influência foram, “Charamba” e “O Sol”.

O segundo andamento será baseado numa passagem histórica onde se retrata a Batalha da Salga, batalha esta que os Terceirenses venceram nobremente os espanhóis, e aquele torrão de terra tornou-se Portugal sozinho. Terá uma melodia de caráter heroico “Os Bravos”, e “Morte que mataste Lira” para relembrar as vidas ceifadas em campo de batalha, com um só objetivo: honrar a sua pátria.

A terceira parte desta obra, fica marcada por ter uma estética musical diferente, será utilizada a técnica de sonoplastia, e juntará os temas, “Braços” e “Olhos Pretos” que se englobam na imagem de uma “Rua Direita” muito conhecida pelo comércio.
A parte final desta obra, aborda novamente um tema histórico, a Batalha da Praia que opôs Liberais e Absolutistas. A escolha deste tema para o fim não é mais nem menos por se tratar da minha terra natal, a Praia da Vitória. Irei musicalmente retratar a batalha que lhe deu nome de Vitória. Será baseado nos temas “Chamarrita” e “Saudade”.

Contacto

gualter98@gmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Uma iniciativa da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo.